Vacinas para viajar – Quais são necessárias, onde tomar e certificado

Na dúvida se você precisa de vacinas para viajar? Então leia esse post e descubra quais vacinas são necessárias para cada destino, onde tomá-las e quais documentos você precisa para comprovar que está com a saúde em dia quando for passar pela imigração.

Será que você precisa de vacinas para viajar? Descubra tudo sobre quais vacinas são exigidas no seu destino, onde tomá-las, como tirar o certificado de vacinação internacional e outras dicas! #viagem #vacinas #diadeviagem

A minha primeira viagem internacional foi para a Disney com um grupo de excursão quando eu era mais nova. Naquela época, meus pais cuidaram de todo o planejamento junto com a agência, e eu praticamente só precisei embarcar e aproveitar.

Na época da minha segunda viagem, no entanto, eu já era mais velha e participei mais ativamente de toda a preparação. Um dos primeiros itens da lista de o que fazer antes de viajar era tomar a vacina contra a febre amarela. Em poucos dias consegui ser atendida no posto de saúde e ir até o posto da ANVISA para obter a documentação correspondente. 

Como era a primeira vez que eu estava ajudando na organização e não queria fazer nada errado, prestei muita atenção nessa parte de o que era necessário para uma viagem internacional. Provavelmente, por isso, quando estou me preparando para visitar um novo país, além da documentação tradicional como passaporte e visto, eu também sempre verifico quais vacinas são necessárias.

Essa, no entanto, não é uma prática muito comum. Muitos viajantes não lembram (ou não sabem) que alguns países exigem certas vacinas de turistas brasileiros, e não é incomum encontrar nos aeroportos passageiros que foram impedidos de embarcar por não terem cumprido esse requisito.

O que é muito triste pois, como você vai ver nesse post, esse é um ponto super fácil de ser resolvido (e muitas vezes nem custa nada!). O que realmente atrapalha é a falta de informação de que uma vacina é necessária e como tomá-la.

Eu até falo sobre o assunto na maioria dos meus posts de planejamento de viagem, porém de maneira rápida e não tão detalhada, o que pode ter te deixado com algumas dúvidas. Por isso, dessa vez resolvi escrever um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre vacinas para viajar, desde quais destinos tem essa exigência, o que fazer em caso de conexões, onde tomar, certificado internacional de vacinação e outras dicas.  

Quais destinos exigem vacinação?

A maneira mais fácil de descobrir se seu destino exige alguma vacina específica é consultar o site da ANVISA na parte para viajantes. Lá é só clicar na aba “Exigências de Viagem” para encontrar uma lista com todos os países do mundo e as recomendações de saúde de cada um deles. 

Essa parte do site é atualizada com frequência, de acordo com epidemias mundiais e outras preocupações de saúde. Independente das informações que você encontra na internet, eu sugiro sempre consultar o que diz a ANVISA, já que ela é a fonte mais confiável e atual sobre o assunto

Aqui estão algumas das vacinas para viajar mais comuns e quais destinos exigem cada uma delas:

Febre Amarela

Essa é a mais citada nos textos sobre viagem por um motivo: é a única vacina atualmente que é exigida por outros países para quem viaja a partir do Brasil. Algumas outras são recomendadas (e já vou falar sobre elas), mas a única que pode barrar a sua entrada é a da febre amarela.

O site da ANVISA é o melhor lugar para descobrir se você precisa de vacinas para viajar! Veja essa e outras dicas sobre o assunto nesse post!
Site da ANVISA com recomendações sobre a Austrália, que exige vacina de febre amarela.

A seguir estão os países onde essa vacina é necessária: 

Afeganistão, África do Sul, Albania, Angola, Antigua e Barbuda, Antilhas Holandesas, Arábia Saudita, Argélia, Aruba, Austrália, Bahamas, Barém, Bangladesh, Barbados, Belize, Benim, Bolívia, Bonaire, Botswana, Brunei, Burkina Faso, Burundi, Butão, Cabo Verde, Camarões, Cambodja, Cazaquistão, Chade, China, Colômbia, Congo, Coréia do Norte, Costa do Marfim, Costa Rica, Cuba, Curaçao, Djibouti, Dominica, Egito, El Salvador, Equador, Eritreia, Etiópia, Fiji, Filipinas, Gabão, Gâmbia, Gana, Granada, Guadalupe, Guatemala, Guiana, Guiana Francesa, Guiné, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Haiti, Honduras, Ilha do Natal, Ilha Norfolk, Ilhas Pitcairn, Ilhas Salomão, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Jamaica, Jordânia, Kiribati, Laos, Lesoto, Libéria, Líbia, Lituânia, Madagascar, Mali, Malawi, Malásia, Maldivas, Malta, Martinica, Mauritânia, Maurícia, Mayotte, Montserrat, Moçambique, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Níger, Nigéria, Niue, Nova Caledônia, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Polinésia Francesa, Quênia, Quirguistão, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Reunião, Ruanda, São Bartolomeu, São Cristóvão e Nevis, São Martinho (Saint Martin/Sint Maarten), São Vicente e Granadinas, São Tomé e Príncipe, Samoa, Santa Helena, Santa Lúcia, Senegal, Serra Leoa, Seychelles, Singapura, Somália, Sri Lanka, Suazilândia, Sudão, Suriname, Tailândia, Tanzânia, Timor Leste, Togo, Tristão da Cunha, Trinidade e Tobago, Uganda, Venezuela, Vietnam, Wallis e Futuna, Zâmbia, Zimbabwe.

Vale lembrar que essa vacina pode ser exigida por dois motivos:

  • Porque o destino é uma área de risco onde ocorre a transmissão da febre amarela;
  • Ou porque o país de origem do visitante é uma área de risco e ele pode acabar trazendo a doença e espalhá-la. 

O Brasil se encaixa no segundo quadro, e nos últimos anos aconteceram diversas epidemias da doença. Dessa forma, sempre que você estiver saindo do Brasil para ir para um dos países da lista acima, será necessário apresentar seu comprovante de vacinação contra febre amarela. 

Só para você entender melhor: para viajar para a África do Sul, por exemplo, que não é um destino de risco, brasileiros precisam da vacina contra febre amarela, enquanto quem vem dos Estados Unidos não. A razão para isso é porque o nosso país é um local onde ocorrem surtos da doença, porém o mesmo não acontece nos EUA.

Algo confuso sobre o assunto é que, em teoria, não é a sua nacionalidade que torna a vacina uma exigência, e sim quando você esteve em um país que é uma área de risco pela última vez. A minha irmã, por exemplo, que mora nos Estados Unidos e não visita o Brasil há dois anos, ligou para o consulado da África do Sul e descobriu que ela não precisaria de vacina contra febre amarela para fazer a viagem, pois não esteve em uma área de risco recentemente. Como isso não é algo que está bem claro nos sites oficiais, eu recomendo tomar a vacina para qualquer país que tenha essa exigência de quem visita o Brasil, só para garantir. 

Outras vacinas para viajar

Outra vacina que é necessária para visitar alguns países é a que protege de Poliomielite, mas essa exigência é feita apenas para pessoas que moram em países onde o vírus não foi erradicado, como Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Etiópia, Quênia e Somália. De qualquer jeito, essa vacina faz parte do calendário de vacinação do SUS, e a maior parte dos brasileiros está com ela em dia.

A maioria dos países também recomenda tomar as vacinas que fazem parte do nosso quadro de vacinação, mas elas não são exigidas e você não precisa comprovar que as tomou quando for passar pela imigração.

Outras vacinas – como a da Febre Tifóide – não fazem parte da nossa rotina mas também não são exigidas, apenas sugeridas. Vai da sua vontade e disponibilidade tomá-las ou não. 

Precisa de vacinas para viajar para países que são apenas conexão?

Considere a seguinte situação: você está saindo do Brasil com destino a um país que não exige vacina contra febre amarela. O seu voo, no entanto, faz conexão em um país que exige essa vacina. Fica a dúvida: será que você precisa ou não tomá-la? 

Em teoria você não precisa tomar vacinas para viajar caso vá fazer apenas conexão em um país, sem passar pela imigração. Eu já viajei para os Estados Unidos (não precisa vacina) parando no Panamá (precisa) inúmeras vezes com pessoas que não tinham o certificado de vacinação, e nunca nos foi pedido nada nem negado o embarque. 

No entanto, nesse caso EU recomendo SIM que você tome a vacina, mesmo não sendo obrigatório. Digo isso por dois motivos:

  • Já vi relatos em grupos onde foi negado embarque de quem não tinha o certificado de vacinação contra febre amarela, mesmo quando o país que tinha essa exigência era só conexão. 
  • Caso aconteça algum imprevisto e seu voo atrase ou seja cancelado, sem a vacina você não consegue sair do aeroporto. Dessa forma, não vai ter como ir para um hotel ou qualquer outro lugar, e pode passar horas ou mesmo dias sem ter para onde ir. 

Muito mais prático ter a vacina e evitar todo esse estresse.

Onde tomar vacinas para viajar?

A vacina de febre amarela está disponível no SUS, e você pode tomá-la de graça desde que comprove que tem uma viagem para um país onde ela é exigida. Essa última regra da viagem surgiu devido a quantidade de surtos que ocorreram nos últimos anos, já que o estoque da vacina não estava dando conta da demanda.

Vale lembrar que a dose fracionada não é válida nesse caso, precisa ser a dose completa para imunização internacional.

As outras vacinas recomendadas já devem estar em dia caso você tenha seguido o calendário de vacinação do SUS. Caso contrário, você também pode tomá-las nos postos de saúde públicos ou em clínicas especializadas.

Quanto tempo antes da viagem precisa tomar as vacinas?

Novamente, o restante das vacinas você provavelmente já tomou quando criança e reforçou quando adulto, assim não precisa se preocupar se elas já estão fazendo efeito.

A de febre amarela, no entanto, deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem para ter certeza de que sua eficácia. 

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)?

Apenas tomar as vacinas para viajar não é o suficiente, você também precisa tirar um certificado internacional de vacinação ou profilaxia (CIVP), documento reconhecido internacionalmente. Mas não se preocupe que essa parte é bem fácil e também é grátis!

Será que você precisa de vacinas para viajar? Descubra nesse post quais vacinas são necessárias para seu destino, onde tomá-las e mais!
Certificado internacional de vacinação e profilaxia.

Existem duas formas de obter esse certificado: online ou presencialmente.

Para fazer presencialmente, é só fazer um pré-cadastro no site da ANVISA e informar seus dados. Depois disso, é só escolher um dos postos que fazem essa emissão e levar a sua carteirinha de vacinação que comprova que você tomou a vacina e um documento original com foto. O certificado sai na hora.

Para emissão online é só se cadastrar no site do governo e pedir a emissão. Ela demora até dez dias para ser gerada.

Já ouvi inúmeros relatos de pessoas que chegaram em um posto da ANVISA (tem até mesmo nos aeroportos) e tiraram o certificado na mesma hora um pouco antes da viagem. Por isso, se você deixou para fazer online mas faltam menos de dez dias para seu embarque, recomendo ir em algum posto (mesmo aqueles que dizem que precisa de agendamento) e tentar a sorte. No geral, parece dar certo.

A emissão realmente é super simples e a minha não demorou nem cinco minutos. Entrei no posto do aeroporto de Florianópolis, dei meus documentos e eles imprimiram rapidamente. Na época nem mesmo o pré cadastro era necessário.

Outro ponto importante para lembrar é que a vacina de febre amarela tem validade vitalícia, ou seja, depois de tomar uma dose não é preciso reforço e ela não expira. Dessa forma, também só é preciso tirar o certificado uma única vez, e ele pode ser usado em todas as suas futuras viagens. 

Leve-o com você na viagem e apresente na imigração caso seja solicitado. 

Também são emitidos CIVP para meningite e/ou poliomielite, mas esses obrigatoriamente devem ser emitidos presencialmente.

Como as outras vacinas são apenas recomendações elas não precisam de certificado, e você também não precisa levar sua carteirinha comprovando que elas estão em dia.

E aí estão, todas as dicas sobre vacinas para viajar! Como deu para ver, as exigências são bem simples, e também é fácil emitir o certificado. Ficou com alguma dúvida? É só deixar um comentário!

Gostou desse post? Salve no Pinterest para ler depois!

Será que você precisa de vacinas para viajar? Descubra quais são necessárias para seu destino, onde tomá-las, como tirar o certificado internacional de vacinação e outras dicas! #vacinas #viagem #dicasdeviagem

Deixe uma resposta

Fechar Menu