9 Coisas para fazer uma semana antes de uma viagem internacional

Uma semana para a sua viagem internacional e não sabe o que fazer? Então confira esse post e veja uma lista com tudo que você não pode esquecer, desde aviso viagem do cartão de crédito até comprar lanches para o voo!

Desde a minha última visita a Los Angeles, onde eu tive a ideia de contar o que eu levo na minha necessaire, eu achei que seria legal mostrar como eu me preparo para uma viagem internacional.

Eu já comentei os passos mais importantes em outro post, como tirar passaporte, visto e etc.. Mas, dessa vez, eu resolvi fazer uma lista pré-embarque, com coisas que eu gosto de fazer na semana antes da viagem.

Apesar de ser algo pessoal, vários detalhes podem ser aproveitados por viajantes de primeira vez ou que estão apenas começando a se organizar por conta própria. É uma lista baseada nas minhas experiências dos últimos anos, e eu precisei cometer muitos erros até fazer uma viagem sem o sentimento de “putz, esqueci de fazer tal coisa“.

Anota aí os itens dessa lista para você não precisar passar pela mesma coisa:

9 Coisas para fazer uma semana antes de uma viagem internacional

1. Contratar o Seguro Viagem

Já comentei que eu nunca viajo sem seguro, e já precisei acioná-lo inúmeras vezes nas minhas aventuras por aí. Como o preço não costuma aumentar próximo da data da viagem, eu costumo deixar para contratá-lo na semana antes do embarque (ou antes, caso surja uma promoção).

Para a Austrália e Tailândia, eu escolhi fechar com a World Nomads, que ofereceu um dos preços mais competitivos com uma cobertura excelente. Preciso ressaltar que eles têm uma política de não cobrir acidentes que ocorram em até três dias depois da contratação (com exceção de quando você contrata no meio da viagem), então não deixe para fechar na véspera e fique protegido desde o primeiro dia.

Comprei com a Real Seguros em algumas viagens anteriores e também não me arrependi. Ela compara o preço das melhores seguradoras do Brasil, e já encontrei valores menores que os próprios sites oficiais!

Caso você tenha dúvidas sobre o seguro, como ele funciona e qual empresa contratar, eu tenho um post bem detalhado explicando tudo.

Seguro viagem geral 336x280

2. Trocar dinheiro / Cartão débito / Aviso do cartão de crédito

Esse item eu só deixo para os dias que antecedem a viagem caso a moeda não sofra muita variação, como é o caso dos dólares australianos. No caso do americano, eu recomendo ficar de olho durante toda a fase de planejamento, assim existe a chance de conseguir comprar com uma cotação mais baixa.

Eu costumo trocar dinheiro na Confidence Câmbio. As moedas mais populares costumam estar disponíveis a qualquer momento, mas algumas necessitam ser encomendadas e esse processo pode levar alguns dias úteis. Dessa vez eu fiz o pedido na terça a tarde e quarta a noite já podia ir até lá pegar.

Além disso, também aproveitei e fiz o meu cartão pré-pago na Confidence mesmo, o Cash Passport. É possível colocar até seis moedas diferentes nele (dólares americanos, australianos, canadenses, neozelandeses, euro e libra), e é possível recarregar direto do aplicativo no celular. É uma ótima opção para quem precisa receber dinheiro no meio da viagem ou não quer usar o cartão de crédito.

Caso você tenha Itaú (e imagino que seja o caso em outros bancos, mas a minha experiência é só com esse), pode pedir um cartão pré-pago vinculado diretamente a sua conta. Dessa forma, você transfere o dinheiro para o cartão e ele fica disponível para ser utilizado na mesma hora. A única desvantagem é que eles oferecem essa opção para pouquíssimas moedas.

E, ainda no assunto dinheiro, não esqueça de dar o aviso viagem do seu cartão de crédito, se for levá-lo. Assim, o banco sabe que ele será utilizado presencialmente em outros países, e pode autorizar as compras sem suspeitar de fraude. Para fazer o aviso demora um minuto e pode ser online, no site do seu banco.

3. Criar um documento no Google Docs com todas as informações da viagem

Salva vidas! Criar um documento na nuvem com todas as informações da sua viagem e compartilhá-lo com algumas pessoas de confiança é um item que eu considero essencial.

Com isso, sua família (ou quem quer que você tenha escolhido para ter acesso ao documento) pode saber onde você está, quais os seus planos e ficar mais tranquila sem achar que vai “te perder” hahaha.

É ótimo também para reunir todas as informações de voos, hotéis, seguro e até fotos dos seus documentos. Em vez de ficar procurando no seu e-mail por aquela reserva ou o número da apólice de seguro, você tem tudo em um só lugar, além de uma cópia digital da sua identidade e passaporte caso você os perca ou precise dos dados em alguma situação.


Tá gostando desse post? Então aproveita para curtir a página do blog no Facebook!

 


4. Backup do celular e fotos da câmera / esvaziar cartões de memória

Imagina se acontece alguma coisa com o seu celular e você perde não só as fotos da viagem, mas também as de antes disso? Ou tão ruim quanto: receber aquele aviso irritante de “memória insuficiente” bem no meio de um passeio incrível?

Faça um backup do seu celular e do cartão de memória da sua câmera e libere espaço para novas imagens! Caso você goste de tirar muitas fotos, recomendo levar um HD externo para ir esvaziando os dispositivos ao longo do caminho.

Fazer o backup do celular e da câmera, assim como liberar o espaço nesses dispositivos, é essencial antes de uma viagem! Confira nesse post 9 coisas que você não pode deixar de fazer uma semana antes da sua próxima viagem internacional!

5. Cópia do passaporte plastificada para levar no dia-a-dia

Eu não gosto de sair com o meu passaporte por aí. Tenho medo de ser roubada, esquecer em algum lugar ou qualquer outro desastre. O que eu costumo fazer é tirar uma cópia da página com os meus dados (incluindo a parte com a assinatura) e mandar plastificar. É esse “documento” que eu levo na bolsa comigo, e a maioria dos lugares costuma aceitar sem problemas.

6. Comprar lanchinhos para o voo

Olha, confesso que eu detesto voar. Acho entediante, desconfortável e, mesmo seguindo toda a minha rotina e dicas, eu ainda acho bem chato. Mas o pior mesmo é quando a comida não é o suficiente (para não mencionar apenas ruim) e eu fico com fome, sem ter o que fazer.

Por isso, eu gosto de colocar na minha lista pré-embarque uma parada no supermercado para comprar lanchinhos! Meus favoritos são barras de cereais naturais (nada de açúcar e corante, e sim aquelas com quinoa, chia, etc., com poucos ingredientes e que eu consiga identificá-los). Também levo uns chocolates porque ninguém é de ferro e preciso alimentar o coração para aguentar tantas horas de viagem.

7. Atualizar o leitor de ebooks / ipod / baixar seriados

Uma tentativa para minimizar o tédio no avião. Apesar dessa viagem ser Emirates e a seleção de filmes ser incrível (na minha opinião, pelo menos hahaha), eu costumo ir preparada para me distrair caso eu seja a pessoa premiada com a central de entretenimento que não funciona.

Atualizar o ipod/mp3 com as minhas músicas favoritas, baixar alguns capítulos de série para o notebook e colocar alguns livros novos no Kindle são algumas das minhas soluções. Você também pode baixar vídeos de meditação guiada, tutoriais para aprender algo novo, levar trabalho para terminar no voo e o que mais conseguir pensar!

8. Imprimir documentos importantes / passagens / seguro / visto

Até eu já considero imprimir um negócio do passado e que ter tudo em algum dispositivo eletrônico é o suficiente. Mas, como na imigração é proibido usar celular, e eles podem pedir detalhes das suas passagens, hospedagem, etc., acho mais seguro levar impresso.

Também facilita na hora de preencher o formulário da imigração, que pergunta onde você vai ficar (endereço do hotel serve), quanto tempo e o que você está trazendo para o território do país.

9. Comprar remédios

Olha, ficar doente já é ruim em casa, agora imagina em outro país onde você não sabe o nome do seu remédio de sempre e, talvez, ainda não falar a língua para pedir ao farmacêutico? Ou então não é vendido sem receita, aquele princípio ativo não é vendido no país… Enfim, você entendeu, leve seus remédios já do Brasil!

Eu costumo comprar Dorflex para dores musculares ou de cabeça, Ponstan para cólica, Dramin para enjôo e algum anti-inflamatório. Vitaminas eu recomendo levar só se forem muito específicas, porque no geral elas costumam ser bem mais baratas lá fora.

 

Já foram 9, mas tem outra coisa que eu sempre faço uma semana antes de uma viagem internacional:

Rituais de beleza pré-embarque! Completamente desnecessários se você não costuma fazer, não gosta, etc. Mas como eu gosto e não consigo arrumar minha própria sobrancelha, sempre marco um horário um dia antes para fazer com que ela fique bonita pelo maior tempo possível.

Se for fazer as unhas recomendo levar o esmalte na mala porque o meu lascou antes mesmo de eu chegar na Austrália e, claro, eu não trouxe e não tenho como arrumar. Faça o que digo e não o que faço! #firstworldproblems

E você, tem tem uma lista do que fazer uma semana antes de uma viagem internacional? É muito diferente dessa? Me conta nos comentários! :)

Planeje a sua viagem com os parceiros do blog!

Compare o preço das passagens aéreas com o Voopter, ou veja as melhores ofertas na Submarino Viagens.

Reserve seu hotel através do Booking.com e garanta o menor preço.

Encontre a melhor oferta para o seu seguro viagem com a Seguros Promo, ou faça uma cotação com a World Nomads para turismo de aventura.

Reserve seu carro com as melhores locadoras e pague em até 12x sem juros com a Rentcars.

Este post tem 16 comentários

  1. Adorei o artigo. Onde você guarda o passaporte original, já que anda com as cópias? Grato.

    1. Normalmente eu deixo no cofre do hotel. Se for ficar em hostel com locker e ele parecer confiável deixo lá também, se não ando comigo mesmo e as cópias ficam para alguma emergencia :)

  2. Gostei das dicas

    1. Feliz que gostou <3

  3. Ótimo conteúdo.. Muito obrigado por ter compartilhado conosoco.

    1. Feliz em ajudar! <3

  4. Adorei todas as dicas, principalmente a de tirar cópia do passaporte e saber que minha próxima viagem, a mala ficará muuito mais leve. Eu tenho mania de levar o mundo dentro dela…hahaha …Obrigada!❤

    1. Hahaha eu também tenho essa mania, mas a gente vai aprendendo a esvaziar hahahaha Obrigada pelo comentário!!!

  5. Suas dicas são sempre mara!!!
    Também amo viajar e faço sempre que possível. Infelizmente nosso $$$ não está “so good” assim! Mas a gente da um jeito!!!
    Viajo mês que vem (EUA) e gostei de umas dicas sobre a make da Eyeko. Vc sabe se encontro no walmart ???

    1. Oi, Fabi!!

      Eyeko só vi na Nordstrom, as vezes na Ulta mas acho que eles pararam de vender a marca :/ No Walmart não tem!

  6. Gostei muito das dicas que, certamente, serão úteis em minhas próximas viagens. Aproveito para deixar uma dica, também: caso prefiram um remédio para enjoo que não cause sonolência, o Dramin pode ser substituído pelo Meclin (evita os enjoos e não dá sono). Eu usei o Meclin em um Cruzeiro pela costa brasileira e deu super certo.

    1. Oi, Kátia!

      Obrigada pela dica! Eu sempre evito tomar remédio para enjoo em passeios de marco com medo de dar sono, que bom que existe uma alternativa sem esse efeito colateral :)

  7. Ótima materia, gostei muito

    1. Que bom! :)

  8. Olá,
    Minha lista de coisas que faço antes de uma viagem, uma semana antes, é mais ou menos como está, eu nunca tirei fotocópias de passaporte. Quando, no exterior, saio sozinha ou estou com a família, dependendo do lugar aonde vou , às vezes deixo o passaporte no cofre do meu quarto no hotel. Em outras ocasiões, eu levo o passaporte. Graças a Deus nunca nada de grave aconteceu.
    Costumo deixar tudo junto na hora da passar pelos controles de passaportes. Fotocópia de reservas de hotel, bilhetes da cia aérea, seguro viagem, cartões de crédito e dinheiro. Ninguém nunca me pediu nada. Mas, por vias das dúvidas, sempre deixo tudo junto,
    Anoto em um caderninho, endereços, telefones, números de cartões de crédito, com dados, inclusive de suas centrais de atendimento.
    Deixo toda a minha família sabedora de todo o meu roteirode viagem, endereços e números de telefone de hotéis, etc.
    Levo uma verdadeira farmácia , são remédios para resfriados, dores de cabeça, antitérmicos, descongestionantes nasais, antiinflamatórios, dramin, também levo; e alguns ancioliticos que diminuem o estresse e a ansiedade em algum momento. Eu, que não sou marinheira de primeira viagem, inclusive viajo muito sozinha e há bastante tempo, tenho ,por exemplo, tenho medo do momento da decolagem do voo, então alguns instantes antes da decolagem, já no salão de embarque, eu tomo um comprimido desses, e no geral, fico logo ,,logo grogue e nem percebo direito a decolagem. Às vezes, durmo, e só acordo quando alguma refeição é servida.
    Isto me ajuda a dormir quase durante toda a viagem, permitindo que eu chegue ao meu destino bem disposta e descansada. É comum eu chegar em uma cidade, fazer checkin no hotel e , logo em seguida, já sair para as ruas.
    Levo lanches na mala, também, mas na mala em que vai ser despachada , mala do porão , waffles, chocolates, pacotinhos de frutas secas, etc . Para as noites nos quartos de hotéis, cujo serviço de quarto custa um preço exorbitante e eu não estou querendo gastar com comida de hotel. Acontece muito quando viajo sozinha. Não que não desça para comer nos restaurantes, ou deixe de pedir room service. Já tive ótimas é mas experiências em ambas as ocasiões. Uma vez em Roma , pedi uma pizza ao room service , imagine, em Roma, na Itália, a pizza era certeza de vir deliciosa…qual nada! Uma pizza margherita dessas de congelados. Parecia uma pizza que a gente compra numa gôndola de supermercado e mesmos essas,aqui no Brasil, quebram o galho. Porém não foi o caso. Outras vez em Veneza, subi ao restaurante e comi uma das melhores massas da vida. Mas, é comum que prefira ficar no quarto à noite, então eu como esses lanchinhos que eu sempre levo.
    Minhas malas ultimamente têm sido bem leves, e não levo muitas coisas.
    Não tenho nenhum ritual de beleza.
    Costumo levar uma trousse pequena com alguns produtos de maquiagem , apenas para retocá-la ao chegar.
    Algumas ampolas de perfumes, Carregador de celular, tudo o que estiver usando em matéria de jóias, eu tiro e coloco em um compartimento fechado com zíper da própria bolsa de viagem.
    Ao chegar, recoloco . Se quiser continuar usando, tudo fica comigo, se não, ficam no cofre do quarto do hotel.

    1. Oi, Nívia!

      Ótimas dicas, especialmente a de levar lanchinhos na mala despachada para comer no hotel! Desculpa, mas eu ri da sua história da pizza do serviço de quarto em Roma hahaha quem imaginaria, não é mesmo?

      Obrigada por dividir suas experiências com a gente!

      Beijo e volte sempre, viu? <3

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Receba grátis
DICAS E OFERTAS DE VIAGEM
Faça parte da lista de e-mails do blog e receba descontos exclusivos e os nossos melhores posts diretamente na sua caixa de entrada!
EU QUERO!
close-link
QUASE LÁ...
Informe seu nome e e-mail para fazer parte da lista e receber o PDF grátis!
ME INSCREVER!
close-link
QUASE LÁ...
Informe seu nome e e-mail para fazer parte da lista e receber o PDF grátis!
ME INSCREVER!
close-link
QUASE LÁ...
Informe seu nome e e-mail para fazer parte da lista e receber o PDF grátis!
ME INSCREVER!
close-link
QUASE LÁ...
Informe seu nome e e-mail para fazer parte da lista e receber o PDF grátis!
ME INSCREVER!
close-link